O câncer de tireoide não é dos mais comuns, mas ele é conhecido por ser menos agressivo do que outros tipo de câncer. Os médicos costumam dizer que, se eles pudessem escolher um câncer, escolheriam este. O tratamento inclui a cirurgia para retirada do tumor e, geralmente, a iodoterapia. A chance de cura é muito alta.

Este tipo de câncer é três vezes mais comum em mulheres do que em homens. Existem quatro tipos de câncer de tireoide: papilar, folicular, medular e anaplásico. Os papilares e foliculares são os mais comuns e representam 80% a 90% dos casos de câncer de tireoide. O carcinoma medular representa 5% a 10% dos casos. O mais raro é o anaplásico, que representa 1% a 2% dos casos, segundo a Thyca (Associação de Sobreviventes de Câncer de Tireoide dos EUA). Converse com seu médico sobre o seu tipo de câncer para avaliar o melhor tratamento.

Apesar do alto índice de cura, o câncer de tireoide pode ser recorrente em alguns casos, mesmo décadas depois do seu surgimento. Mas isto não é motivo para desespero porque o paciente pode repetir o tratamento de cirurgia e iodoterapia. Além disso, o paciente que já teve câncer fará um acompanhamento médico, sem ser pego de surpresa pela doença. Acredite: é possível levar uma vida normal depois do tratamento!!!


O que é a tireoide

A tireoide é uma glândula em forma de borboleta, que fica na base da garganta. Sua função é produzir, armazenar e distribuir hormônios que ajudam a regular o metabolismo do corpo todo. Estes hormônios são chamados de T3 e T4. Se os níveis destes hormônios ficam baixos, o corpo funciona mais lentamente, condição chamada de hipotireoidismo. Se o nível de hormônios é alto, a pessoa desenvolve hipertireoidismo.

Após a retirada da tireoide é preciso repor os hormônios diariamente. Esta reposição é muito simples. Basta tomar um “remedinho” todos os dias de manhã, meia hora antes de tomar o café. É preciso esperar alguns meses para acertar a dose ideal de hormônio porque o médico aumenta a dose gradualmente. Outro cuidado que o paciente deve ter após o tratamento do câncer é fazer exames periódicos para verificar se continua livre da doença.