O hipotireoidismo é uma disfunção na tireoide, bastante comum entre mulheres. Se você tem esta doença, significa que sua tireoide produz menos hormônios (T3 e T4) do que deveria. Hipo significa justamente isso: menos, abaixo do normal.

Uma das causas mais comuns do hipotireoidismo é a Tireoidite de Hashimoto. O nome é complicado mas significa que o organismo está fabricando anticorpos contra as células da tireoide. Ou seja, seu corpo está “atacando” a própria tireoide por engano, digamos assim. Por isso ela fica inflamada e começa a produzir menos hormônio do que deveria. Não tem cura, mas não é o fim do mundo!

Nos casos de hipotireoidismo, o paciente precisa tomar hormônios da tireoide artificialmente, como um remédio qualquer, todos os dias. A dose é determinada pelo médico após exames de sangue.

Os sintomas mais comuns de hipotireoidismo são:

– cansaço

– sono excessivo

– depressão

– ganho de peso

– intolerância ao frio

– dor nas articulações

– pele e cabelos secos

– esquecimento

– falta de concentração

Se você tiver sentindo estes sintomas, procure seu médico.

Quem tem câncer de tireoide e faz a cirurgia para retirar este órgão, passa a ter hipotireoidismo, pois não tem a produção natural dos hormônios T3 e T4.

—–

O hipertireoidismo é uma disfunção na tireoide que se caracteriza pela produção exagerada dos hormônios T3 e T4. Assim como as outras disfunções da tireoide, esta doença é mais comum entre as mulheres. A tireoide costuma aumentar de tamanho, e os sintomas são contrários aos do hipotireoidismo. Quem tem hipertireoidismo costuma ter os seguintes sintomas:

– aceleração dos batimentos cardíacos

– suor e tremor nas mãos

– nervosismo, irritação e ansiedade

– intolerância a temperaturas quentes

– perda de peso

O tratamento pode incluir medicamentos, iodo radioativo e cirurgia, de acordo com as causas e características da doença.